História da Cidade

Fundação e Aniversário: 26 de Dezembro de 1961
Gentílico: cuitegiense
População: 6 889 hab. (IBGE/2010)
Área: 39,301 km²

Feriados Municipais
06 de Janeiro
– Dia de Santos Reis
08 de Março – Dia Internacional da Mulher
Sexta-feira Santa – Data móvel
24 de Junho – Dia de São João
29 de Junho – Dia de São Pedro
07 de Outubro – Dia de Nossa Senhora do Rosário (padroeira do Município)
26 de Dezembro – Emancipação Política

Localização: Ver Mapa

História
O topônimo Cuitegi é derivado dos termos tupis cuité (fruto do cuitezeiro) e ji (rio), o que portanto produz rio dos cuités, segundo o célebre historiador Horácio de Almeida.

No livro Guarabira através dos Tempos, de Cleodon Coelho, há o seguinte trecho que corrobora tal significado:

“Ainda existem à margem do rio que margeia o distrito frondosas cuitezeiras, cujos frutos quase sempre de forma esferoidal são aproveitados na fabricação de cuias.”

Sua história tem início com a colonização portuguesa que, próximo a Mamanguape, estenderam uma linha de comércio para o interior. Conta-se que os tropeiros que iam para Mamanguape paravam debaixo destas árvores para descanso da tropa e depois seguiam viagem. Cuitegi ficava em seu itinerário. O então povoado apresentava um comércio de florescente nos idos de 1870 e 1880.

Formação Administrativa
Tinha o nome de Cuité até 15 de novembro de 1938, data em que o decreto-lei nº 1.164, que alterava o povoado para vila também a renomeou para Cuitegi.

Tornou-se município em 26 de dezembro de 1961 ao desmembrar-se de Guarabira.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support